Eduardo Oliveira Fernandes – II Congresso de Arquitectura Sustentável (apontamentos)

Notas sobre a apresentação de Rio Fernandes na 3ª sessão do II Congresso de Arquitectura Sustentável.
(ver pdf)

rute – rede urbana de energia térmica
eu não vou deixar em minha casa de ter uma cozinha quando uma cozinha é um espaço indispensável da minha vida
pode não ser sustentável mas ser gerido com o objectivo de ser sustentável
rute . caso para ajudar o porto a ser sustentável
a agência começa por fazer o diagnóstico
a energia e um recurso tranversal na sociedade e é o único recurso natural que tem um impacto vertical na natureza
a nossa sociedade foi desenvolvida à custa do baú dos recursos fosseis
de onde vem e para onde vai a energia
porto tem grande tradição eléctrica – 100% eléctrica para poder consumir e garantir os grandes investimentos hidroeléctricos
consome per capita o maior volume de electricidade => que é a energia mais poluente
há um big-brother energetico-ambiental
– tentar criar uma lei municipal mais exigente que a lei geral
sistema de informação multicritério => ????
adp => agência de energia do porto dos municípios do norte do rio
actual => 5t capita ano => objectivo <30%
pacto dos autarcas – fev2009 –
plano de acção para a energia sustentável => …
objectivos
reduzir os gee em mais de 20%
reduzir consumo energético em 20% através do aumento
20%…
– informar e sensibilizar
medidas da e politica => visão de oferta e procura
“porto gravítico não dá noticias, mas veículos eléctricos… são anjos do vindos do céu”
exemplo da rede da climaespaço – parque das nações

questões
para quem é a rute publico ou privado
nota, projecto da parque expo foi da responsabilidade do prof eduardo fernandes
para serviços e grandes utilizadores => experiência da expo em que já são estes os utilizadores

extensão da adeporto => ligação com a energai
discussão metodológica em relação ao prof vasco freitas

porque razão é valorizada a questão do gás natural
produção de electricidade em pt rentabilidade carvão 30%, rentabilidade gas 50%
combustivel fóssil com metade das emissões
electricidade é apenas 20% de todo o consumo de energia => verde…
electricidae está abaixo do preço de custo – renováveis – interpretação errada
já temos uma tarifa social – no dia em que a electricidade estiver nos seus +preços reais (electricidade térmico co2 preço zero)

rute -> residuos urbanos – reduzir incineração de resíduos urbanos
bio gás – 100% a favor, essas utilizações terão mais sentido numa lógica de proximidade

certificação mais do que acto burocrático
parque escolar => não foi abrangida pela legislação que obriga à certificação energética

“ordem dos engenheiros é mais uma associação de antigos alunos que outra coisa….”

parque escolar dá mão de obra hoje e vai dar nos próximos dez…
assentou na ideia parola de que se devia por ar condicionado nas escolas
equipamentos difíceis de pagar de grande debilidade a nível de manutenção
e estarmos a montar aquilo é sinal do nosso atraso…
climatização em portugal só tem um motivo, mau projecto

sobre o conforto
conduzido com a ideia que que era possível ter toda a gente satisfeita
mais normal 20% descontentes (ppd)
2004 – norma para o conforto sem ar condicionado => conforto adaptativo – deve deixar a cada um a adaptação…
solução de mitigação que é a solução do futuro
temos que usar a escola não como um bloco mas como um cluster de espaços cada um com características diferentes
confunde-se ventilação com ar condicionado =>
parque escolar fez estudo com os pés
convidaram diferentes especialistas mas não tinham maestro… não há harmonia, não há boa solução
o que vai acontecer no fim do século é que a electricidade vai representar 70%
barragens – dúvida que se justifica

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *